policarbonato
Os policarbonatos são exemples de termoplásticos (Foto: iisdenino.it)

Termoplásticos: tipos e exemplos

O que é termoplástico?

Termoplástico, ou melhor, os materiais termoplásticos nada mais são do que acessórios ou produtos em geral que tomam a forma endurecida quando esfriados. Vale também ressaltar, como já diz o nome, que são materiais plásticos, embora diferenciados dos convencionais.

Quanto ao processo dos termoplásticos, o aquecimento e fusão podem geralmente ser completados por diversas vezes. Sendo assim, levando em conta o processo e aquecimento e esfriamento, uma nova forma no material poderá ser desenvolvida conforte o interesse do fabricante. Os materiais que se enquadram nesta categoria são o poliestireno e o cloreto de polivinila.

O poliestireno é um material produzido a partir de um líquido oleoso que tende a ter um cheiro característico. Quando na sua forma endurecida, o poliestireno é geralmente incolor. O poliestireno pode ser utilizado para fazer produtos de espuma, tais como caixas de ovo e isolamento de embalagem.

Exemplos de Termoplásticos

Telhas de plástico, como é o caso do PVC (cloreto de polivinila) também se mostram como um dos termoplásticos mais comuns. O cloro é um componente importante na sua produção. Aditivos conhecidos como plastificantes são utilizados para fazer o PVC mais maleável e flexível. Utilizado para fazer mangueiras e brinquedos infláveis (por exemplo), o cloreto de polivinila acaba por ser um material, hoje em dia, indispensável para a indústria.

Quanto a outros exemplos, os poliuretanos (poliuretanos termoplásticos) são materiais termoplásticos de muitas características. Podem ser muito elásticos e também muito rígidos. Os produtos de borracha são muitas vezes substituídos por aqueles feitos de poliuretano, porque este material é mais resistente aos óleos, gorduras, e ao rasgamento. Outros itens feitos de poliuretano incluem capas de celular, revestimentos de sapato e pranchas de surf.

exemplos de termoplásticos
Foto: Steemit

Tipos de termoplásticos

Tal pergunta, apesar de já ser parcialmente respondida na anterior, cabe aqui uma explanação melhor.

Poliestireno

Trata-se de um material produzido a partir de um líquido oleoso. Quando assume a forma endurecida, esse material não possui cor alguma. Os principais exemplos de produtos que podem ser obtidos a partir desse material são a caixa de compact disc e o (ex-)famoso CD.

Além disso, o poliestireno também pode ter utilidade para a confecção de produtos que venham da espuma, assim como caixas de ovo, placas e isolamento de embalagens.

Policloreto de polivinila

Dentre os produtos concebidos, podemos pensar no PVC. Ou seja, um dos tipos de termoplásticos mais conhecidos. Na maioria das vezes, aditivos famosos por serem plastificantes são usados para a fabricação de PVC mais maleável e flexível.

Poliuretanos

Esse tipo de material pode ser encontrado de maneiras diversas. Suas características podem ser classificadas como: elásticas e rígidas. Produtos confeccionados a partir da borracha são alguns dos bons exemplos feitos a partir desse material. Pranchas de surf, espumas de assentos e cintos são algumas das possibilidades de utilização.

Polímeros de cristal líquido

Com a evolução da indústria, esses são materiais com forte capacidade de resistência ao calor e também a produtos químicos. Podem ser encontrados geralmente em televisores, relógios e demais eletrônicos.

policarbonato
Os policarbonatos são exemples de termoplásticos (Foto: iisdenino.it)

Ponto de fusão dos termoplásticos

Falando do que são os termoplásticos, polímeros podem ser amorfos ou semicristalinos, o que afeta diretamente a forma com que serão processados. Polímeros amorfos não apresentam temperatura de fusão, mas sim de transição vítrea, deixando de ser quebradiço e rígido e tornando-se processável. Os semicristalinos, por outro lado, apresentam em sua estrutura alguns cristais cujo percentual depende da composição do polímero e das condições de síntese. Tal fase apresenta uma temperatura de fusão, e acima desta acaba por passar do estado sólido para o viscoso liquefeito.

Dito tudo isso, polímeros devem ser processados em temperaturas diferentes. Amorfos devem ser processados 100°C acima da suas transições vítreas, enquanto semicristalinos, 25°C acima da fusão, pois o fenômeno ocorre a temperaturas mais elevadas em comparação à transição vítrea, de forma que a fase amorfa do polímero semicristalino já encontra-se fluida na temperatura em que os cristais fundem.

A temperatura de fusão nos polímeros representa o rompimento de ligações secundárias entre as cadeias, enquanto que o rompimento de ligações covalentes primárias caracteriza a decomposição do mesmo. Tal assunto entre a diferença de ligações acaba por se tornar técnica demais, então é recomendado que o leitor busque, se assim desejar, uma leitura mais especializada.

O fato de a fusão acontecer em temperaturas elevadas faz com que ela esteja muito próxima da degradação do polímero. Dito isto, o controle da temperatura durante o processamento deve ser mais rígido para manter a fusão sempre dentro do intervalo aceitável. Além disso, ainda que esteja abaixo da temperatura de degradação, o polímero, uma vez fundido, já começa a sofrer certa degradação.

Polímero termoplástico e termorrígido

Sacola produzida com Polímero termoplástico (Foto: HEKU-Pack)

Durante o preparo de alguns tipos de plástico, a matéria-prima é aquecida e, com isso, acabam por se formar pontes fixas na estrutura polimérica (rearranjo dos átomos). Este procedimento é usado para a fabricação de plásticos termorrígidos. Como o próprio nome já diz, eles possuem uma estrutura mais rígida. Após o resfriamento e endurecimento, tais plásticos mantêm o formato e não conseguem voltar à sua forma original, tornando-se mais duráveis.

Os polímeros termoplásticos são feitos, em suma, de longos fios lineares ou ramificados. A desvantagem está na sensibilidade ao calor, isto é, a alta temperatura pode tornar o material um pouco maleável, tornando-o menos resistente. Em compensação, tal polímero pode ser mais facilmente remodelado e, por isso, estes plásticos podem ser facilmente reciclados.

Independentemente das diferenças, ambos os materiais compõem boa parte da produção plástica industrial. Na casa de cada um, hoje em dia, facilmente se encontra algum material ou acessório que se configure como termoplástico ou termorrígido.