impressora 3d

Impressão 3D: saiba o que é e conheça os tipos de impressão

Uma nova maneira para que consiga peças de formas fáceis e rápida, a impressão 3D faz vem ajudando cada vez mais os mercados, podendo aperfeiçoar diversos processos, diminuir as perdas e até mesmo criar objetos únicos.

Este segmento faz parte da indústria 4.0, que está a cada dia mais presente na vida de pessoas e de diversas empresas.

Mas você sabia que elas foram criadas há muitos anos atrás?
A impressão 3D é um modo de prototipar certos produtos. Essa ferramenta maravilhosa foi criada por Chuck Hull.

Graças à evolução que a tecnologia vem dando a cada dia, hoje é possível imprimir partes do corpo humano, o que vem ajudando muito os setores da saúde.

Gostaria de saber mais sobre as impressoras 3D? Continue lendo esse artigo que fizemos com o objetivo de esclarecer diversas dúvidas.

O que é impressão 3D?

Umas das principais características da impressão 3D são a sua flexibilidade e rapidez, deixando ela muito desejada dentro das empresas.

impressao 3d

Ela consegue produzir objetos físicos a partir de um modelo digital. Existem diversos modelos dessa ferramenta, porém todas elas têm o mesmo funcionamento, onde ocorre a adição de materiais, camada por camada.

Isso ocorre nas produções de qualquer objeto. A impressão 3D foi uma das maiores inovações já feitas, considerada um pilar essencial da quarta revolução industrial.

Como funciona a impressão 3D?

A impressão 3D funciona com a adição de camada por camada, onde ele irá tomar forma no final. Mas antes, deve-se desenvolver o objeto em um PC.

Depois que você tiver feito o seu modelo tridimensional, você irá ter que coloca-lo no software da impressora, onde ele irá juntar os dados e sistematizar em diversas camadas. Logo depois a impressão será iniciada.

Enquanto o plástico/ material é derretido, ele é ao mesmo tempo injetado em uma base, criando diversas camadas. Dependendo do objeto que você deseja criar, pode se que demore horas ou até mesmo dias.

impressora 3d

O plástico Acrilonitrila Buradieno Estireno é um dos mais utilizados e comuns em ser usados em impressoras 3D.

Existem impressoras por fusão a laser, onde as matérias-primas são o plástico e o metal na forma de pó muitíssimo fino, que acaba sendo bombardeado por um laser muito potente até que a matéria fique em ponto de fusão, para enfim formar camadas.

Para poder realizar esses processos é necessário a instalação de um software de edição 3D em um computador.

Tipos de impressão 3D

As impressoras 3D possuem diversas funções diferentes, por isso existem jeitos diferentes de impressão. A FDM ou FFF, SLA e DPL, SLS, DMLS e Polyjet.

1- Fabricação com filamento fundido (FDM ou FFF)

Com certeza é a técnica mais comum utilizada, afinal o custo é bem baixo comparada as outras formas e muito fácil de usar e armazenar. A FDM não deixa fazer muitos detalhes nas peças e dependendo do formato é necessário um suporte.

2- Estereolitografia (SLA e DLP)

Esse modelo foi o que Chuck Hull desenvolveu, logo ele é constituído por um laser na matéria da impressão.

No final a qualidade será surpreendente, porém é capaz que ela necessite de um tratamento depois da impressão para que haja a remoção dos resíduos.

3- Sinterização Seletiva a Laser (SLS)

Esse modelo faz com que seja possível criar diversos objetos utilizando materiais diferentes, um exemplo seria o nylon. Isso só é possível porque o laser junta as pequenas partículas dos materiais em pó.

O custo é bem alto, porém o resultado é de se surpreender.

4- Sinterização Direta de Metal a Laser (DMLS)

Nesse modelo é utilizado as partículas de metais para formar as camadas do objeto. Podendo fazer a criação de objetos detalhados e complexos, fazendo com acabe valendo o alto preço gasto.

5- Polyjet

Nesse caso, ocorre a utilização das camadas de um fotopolímero líquido. Podendo fazer objetos com texturas e peças diferentes do tradicional.

Deixando o produto perfeito aos olhos de qualquer pessoa.

Custo da impressão 3D

Você deve estar se perguntando sobre o valor desse tipo de impressão. Para que você possa ter uma noção, é necessário que você saiba quanto custa o material utilizado e o custo da utilização da máquina por hora.

Normalmente a matéria-prima é vendida por peso, logo, sabendo o peso do seu produto já da pra você ter uma ideia de quanto irá custar. O preço real dependerá dos outros fatores, como o projeto de impressão  e o tipo de impressora.

Lembre-se também de se basear nas características da empresa, afinal, algumas acabam sendo mais caras que as outras.

Esperamos que esse artigo tenha feito você entender melhor sobre a impressão 3D e sobre os diversos tipos de modelos e materiais que podem ser utilizados durante o processo.