dicas de gestão de qualidade

Gestão de qualidade nas empresas: ferramentas e técnicas

Nos dias atuais as empresas devem possuir uma gestão de qualidade para que assim possam se destacar em seu nicho de atuação frente as suas concorrentes.

Como se sabe, o mercado está cada vez mais competitivo o que acaba por exigir que as empresas (independente do segmento) optem por modelos diferenciados de atuação e gestão para terem êxito com suas metas.

Em todo esse processo, um dos principais elementos é sem dúvida o cliente, dessa forma, é de grande importância que a empresa faça uso do modelo de gestão de qualidade através do sistema de gestão de qualidade.

Se uma empresa oferece produtos e serviços de qualidade prezando pela satisfação dos clientes, certamente terá maior probabilidade de alcançar ótimos resultados.

O que é gestão de qualidade?

O termo gestão de qualidade pode ser entendido como uma ferramenta para gerir seja uma empresa ou uma instituição com foco principal para o alcance da melhoria da qualidade, uso dos melhores procedimentos e oferta dos seus serviços.

Leia Também:

qualidade para seu negocio
Foto: Noticias de Hacia

Nesse cenário, o objetivo geral é permitir que a empresa ou instituição possa oferecer sempre um serviço ou um determinado produto com excelente qualidade.

Para que assim possa atender as exigências da sua clientela exigente e consequentemente do mercado em que a empresa está inserida. Tornando-a uma empresa cada vez mais competitiva.

Para que as empresas alcancem suas metas e até possam superar suas expectativas é fundamental que seus gestores tenham um entendimento mínimo sobre a gestão de qualidade.

Sistema de gestão de qualidade nas empresas

Em seu conceito mais completo o sistema de gestão de qualidade (SGQ) diz respeito à reunião de elementos que são ligados entre si, associados na forma de organização, que executa atividades como uma peça de engrenagem.

Tudo isso para corresponder à política de qualidade e aos objetivos que a empresa apresenta.

De modo resumido, o SGQ é utilizado para que a empresa padronize suas atividades e alcance um alto nível de qualidade em seus serviços e produtos para cativar seus clientes.

Exemplos de gestão de qualidade

dicas de gestão de qualidade
Foto: SIMEON – Estratégia para Ação

É importante mencionar que não são somente as grandes empresas que devem aderir ao sistema de gestão de qualidade, isso é válido também para as pequenas e micro empresas.

A seguir citaremos algumas destas empresas que conseguiram ótimos resultados nos últimos a partir da adesão da gestão de qualidade.

No segmento do agronegócio, há destaque para a Fazenda Padre Cícero, localizada no município de Cacimbinhas no estado de Alagoas.

No setor industrial destaque para a empresa Rioar, do Rio do Sul, estado de Santa Catarina. Deram um elevado salto de gestão a partir do SGQ.

Outro exemplo é a Cooperativa Educacional de Eunápolis, do município de Eunápolis, estado da Bahia. Oferecem educação de qualidade para a comunidade utilizando os recursos mais recentes da tecnologia.

Gestão de qualidade ferramentas e técnicas

As ferramentas e técnicas de gestão de qualidade são utilizadas tanto para aprimorar os produtos e serviços que uma empresa possui quanto para detectar as falhas de gestão e operação.

Algumas destas ferramentas são: análise de Swot trata-se de uma técnica de poder administrativo. De amplo uso para possibilitar o aumento do poder competitivo dentro do mercado.

O diagrama de Ishikawa, utilizada por gestores para detectarem algum problema específico. Corresponde a um método simples para encontrar e solucionar problemas.

O FMEA (Failure mode and effect analysis), indicada para analisar possíveis falhas ou inoperâncias em produtos e serviços. Ótimo recurso para se buscar melhorias contínuas no aprimoramento dos mesmos.

Uma ferramenta atual é a 6-Sigma que é utilizada para medir o desempenho de produtos. Nesse caso se utiliza análises estatísticas para suprimir as falhas apresentadas por produtos.

Como visto a gestão de qualidade não pode ser negligenciada nem deixada em segundo plano, pois pode ocasionar prejuízos para a empresa.