reciclagem mecanica

Reciclagem de plástico: como ocorre o processo

A reciclagem de plástico pode ficar comprometida caso as embalagens plásticas ou material descartado (de um modo geral) não forem catadas e agrupadas.

Como ocorre o processo de reciclagem do plástico?

Com finalidade na preservação do meio ambiente e na reutilização do material descartado, o processo tem início com o recebimento da matéria prima, disponibilizada em massa pelas associações de catadores, empresas de coleta ou sucateiros de modo geral.

Visando a praticidade, as empresas normalmente preferem adquirir o material já compactado, conciso em blocos, dispostos em cargas que beiram a toneladas. Em seguida, para melhor organização do processo, é feita uma triagem do material, onde os plásticos devem ser separados por tipos. Cada tipo é então juntado e conduzido a diferentes destinos, podendo sofrer nova seleção.

A triagem é importantíssima para começar a pensar em diferentes meios de reutilização do produto descartado, revalorizando o material. Então o plástico passa por um moinho, onde é moído até voltar a estado de material puro. Passamos então à lavagem e secagem do material. Moídos, os plásticos já podem ser utilizados como produtos em si, possuindo preço no mercado.

Para agregar mais valor, os plásticos podem seguir para um aglutinador, que aquece e resfria o plástico, dando densidade suficiente para entrar na extrusora, que funde o material e o transforma em tiras. Essas tiras podem ser encaminhadas para empresas que fabricam artefatos de plástico, encerrando o ciclo da reutilização, da reciclagem do plástico.

Reciclagem mecânica

Na reciclagem o objeto passa por alguma transformação em seu estado físico ou químico. Na reutilização, no entanto, ele apenas é utilizado novamente, sem mudanças ou quase sem mudanças.

Uma garrafa, por exemplo, pode ser lavada, passando a servir para guardar molho de pimenta ou qualquer outra coisa, ou seja, falamos aqui de algo reutilizado, não reciclado. Para ser reciclado, o objeto teria que passar por um processo de moagem que o tornasse matéria-prima. No caso da reciclagem mecânica, os materiais reciclados passam por um processo de alteração da forma, ou melhor, de alteração física.

reciclagem mecanica

O objeto então passa por uma série de etapas operacionais de reaproveitamento, desde a trituração até a lavagem e o reprocessamento do resíduo (alteração física através da temperatura, conservando certas propriedades). Contudo, essas etapas podem variar de acordo com o tipo de material a ser reciclado.

A reciclagem mecânica pode ser dividida em dois tipos: reciclagem primária e secundária. Na primária, os descartes, ou seja, aquilo que é deixado de lado, possuem as mesmas características do produto original e têm origem na própria indústria. Os descartes desse tipo podem ser, por exemplo, as sobras de plástico, peças defeituosas, rebarbas da linha de produção, etc. Na secundária, apesar de haver a vantagem da facilidade de obtenção dos resíduos sólidos, normalmente provenientes de origem urbana, eles geralmente vêm contaminados por alimentos e outros materiais e necessitam, é claro, de seleção prévia.

A reciclagem primária é vantajosa em relação à reciclagem secundária. Os materiais primários não vêm contaminados, conservam melhor suas propriedades físicas e químicas, adequando-se melhor ao processo de reciclagem.

Reciclagem Química

processo de reciclagem

Bastante benéfica ao meio ambiente. A reciclagem química é um processo em que os produtos são alterados para dar vida a novos itens, ou seja, itens totalmente diversos do produto original ou idênticos ao produto original, reestruturando sua composição. A ideia é impedir que materiais que não se decompõem naturalmente sejam jogados na natureza e causem danos à fauna, flora, etc.

Uma vez que a extração de matéria-prima causa inevitáveis danos à natureza, fazer com que ela se recicle ajuda a impedir que mais malefícios ao meio ambiente sejam causados. Sacos plásticos são o exemplo mais conhecido, terríveis ao meio ambiente quando descartados, podendo ter sua composição reestruturada em novos sacos plásticos ou em produtos originários do petróleo.

Reciclagem energética

Bastante importante para nosso mundo moderno, trata-se de um processo que transforma os resíduos urbanos em energia elétrica. Estamos falando de uma das melhores soluções econômicas para a questão do lixo urbano. Diversos países ao redor do mundo já resolveram o problema do lixo urbano com a Reciclagem Energética.

Importância da reciclagem de plástico

O meio ambiente necessita da reciclagem do plástico, visto o quanto nossas cidades e florestas se encontram em estado calamitoso. Em diversas frentes, seja no turismo ou no impacto no espírito humano, só temos a perder com desvalorização do cenário, ambiental ou urbano.

Quando reciclamos o plástico estamos contribuindo com o meio ambiente, pois este material deixa de ir para os aterros sanitários ou para a natureza, poluindo rios, lagos, solo e matas. Não podemos esquecer também que a reciclagem de plástico gera renda para milhares de pessoas no Brasil que atuam, principalmente, em empresas e cooperativas de catadores de materiais reciclados.

Quanto à reciclagem de plástico, uma das etapas mais importantes é a separação e coleta seletiva do plástico. Nas empresas, condomínios e outros locais existem espaços destinados ao descarte de plástico. Esta é uma atitude extremamente positiva e ecologicamente correta.

processo de reciclagem

Reciclagem de plástico no Brasil

Visando um meio para que a produção desenfreada de produtos não ente em choque com a “saúde ambiental”, a reciclagem tem sido cada vez mais realizada em diversos países. O Brasil se mostra como um dos mais influentes nesse quesito, já que o volume de lixo urbano reciclado no país aumenta a cada dia. Vale ressaltar que esse alto índice de reciclagem não se deve apenas à preocupação do país com questões ambientais, mas também pelo número de empregos informais que a reciclagem gera.

O Brasil se configura como um dos líderes em reciclagem de embalagens de agrotóxicos. O Brasil, inclusive, recicla 80% das embalagens de agrotóxicos, enquanto alguns outros países não conseguem alcançar 75%.